Carta de criança

Autoria: Denis Plapler

MeninaQuerido professor,

O senhor pode nos aprisionar em sua escola, em sua sala de aula e até mesmo enfileirar-nos por horas nestas justas carteiras, mas jamais poderá prender o nosso pensamento. Com muito esforço conseguirá, quem sabe, aprender sobre ele. Pois, enquanto o seu pensamento marcha, o pensamento das crianças dança, e nesta dança acaba por acomodar-se nos mais inesperados lugares.