Filosofia para crianças

Paty Fonte

FilosofiaElaboramos um projeto de Filosofia para crianças buscando uma participação mais efetiva no processo de criação dos indivíduos. A escola tradicional, várias vezes, impede à criatividade a partir do momento que ensina a criança a não errar. São ditos e valorizados como corretos determinados comportamentos, pensamentos e até mesmo sentimentos. Formas diferentes de resolver uma situação-problema muitas vezes não são aceitas dentro do espaço escolar. Há de aceitar-se a diversidade de opiniões, soluções e métodos. Por que não criar novas formas de relação entre as pessoas? Por que não refletir sobre a instituição, seus membros e seus porquês?

É fundamental repensar a práxis pedagógica e o professor necessita de materiais de apoio, não com intuito de fazer chegar às suas mãos “receitas mágicas”, mas sim exemplos, modelos, dicas, idéias para que refletindo sobre sua prática diária possa desenvolver um trabalho prazeroso, significativo para os alunos e acima de tudo eficaz.

Traçamos, então, os seguintes objetivos:

  • Substituir a “transmissão” de conhecimentos pelo desenvolvimento do próprio pensamento do estudante;
  • Capacitar o aluno para debater e confrontar idéias;
  • Desenvolver nos alunos o raciocínio, a formação de conceitos, a investigação e a tradução (capacidade de dizer ou escrever com as próprias palavras o que foi lido ou ouvido);
  • Levar o educando a elaborar novos conhecimentos, desenvolver seu potencial criativo, enfrentar novos desafios, relacionar as informações e tirar suas próprias conclusões;
  • Auxiliar os alunos a se tornarem cidadãos que sejam capazes de oferecer contribuição pessoal enriquecedora na construção continuada das necessárias referências orientadoras das vidas humanas.

A criatividade não é alcançada facilmente. É necessário muita motivação e trabalho para tal. Sendo assim, adotamos como metodologia aulas baseadas em dinâmicas, jogos e brincadeiras, o que consideramos as melhores estratégias para despertar o potencial criativo das crianças.

Dentre as atividades propostas destacamos a atividade inicial: Pensando sobre a própria existência:

O educador distribui folhas em tamanho A4 e oferece revistas, encartes, jornais e figuras variadas. A proposta é que cada um preencha toda a folha com recortes os quais se identificam – imagens, palavras e frases que de certa forma “falam” um pouco sobre o seu eu, a sua essência. Podem ser preferências e características físicas, mas não devem se deter apenas nisso.

É necessário que tenham tempo suficiente para pensar e analisar enquanto pesquisam. A atividade não será eficiente em curto espaço de tempo.

Em um segundo momento, com todas as folhas preenchidas, deve-se, em círculo, conversar sobre a experiência e juntos analisar cada uma delas.

Na roda de conversas deve-se estimular para que as crianças expressem seus pensamentos, dúvidas e questões relacionadas à atividade sempre instigando, sondando, inquietando: Mas por que esta figura? E esta forma de colagem? Foi fácil para você? Mas por quê? É difícil então? Por quê?

Outra atividade interessante e simples é a caixa de novidades onde qualquer objeto pode se transformar em análise, crítica e reflexão. Podem ser criadas regras para o uso do objeto, novas formas de utilizar, histórias, músicas, arte plástica, etc. A idéia é mostrar aos alunos que podem superar o conhecido, o já descoberto. A superação baseada em uma novidade caracterizará o pensamento lógico, reflexivo, crítico e criativo.

Assim, a Filosofia não é abstrata, colocamos o ato de filosofar em prática e este passa a fazer parte da realidade das crianças.

Professores que utilizaram o projeto como material de apoio e desenvolveram as atividades propostas, afirmaram que perceberam em seus alunos maior autonomia de pensamento, respeito por pensamentos diferentes do seu, respeito à opinião de outras pessoas, melhor argumentação, entre outras habilidades.

 


Artigo escrito pela educadora Paty Fonte, com base no projeto “Filosofia para crianças”, também de sua autoria, disponível à venda.

Projeto Filosofia

A filosofia na sala de aula, desde os primeiros anos de vida escolar, representa a contribuição da educação em formar um novo tipo de homem e de uma nova sociedade mais autônoma, participativa e reflexiva.

Atinge alunos do 1o ano do Ensino Fundamental ao 3o ano do Ensino Médio.

Duração: Projeto contínuo – todo o ano letivo. 41 páginas

Adquira o seu!


 

Paty FontePaty Fonte (Patricia Lopes da Fonte)

Educadora especialista em pedagogia de projetos, escritora, autora dos livros “Projetos Pedagógicos Dinâmicos: a paixão de educar e o desafio de inovar” e "Pedagogia de Projetos - Ano letivo sem mesmice", ambos publicados pela editora WAK; autora e tutora de cursos presenciais e on-line de educação continuada a docentes, coach, palestrante.

Idealizadora e diretora dos sites: www.projetospedagogicosdinamicos.com e www.cursosppd.com.br

www.patyfonte.com.br - Twitter: @PatyFonte 

Contrate a Profª Paty Fonte para palestrar na sua instituição - clique aqui!

 

 

 

blog comments powered by Disqus