Corpo e alma: matéria e espírito


Fátima Alves

Corpo e almaA dualidade do corpo e mente leva o corpo interpretar manifestações com sabedoria, mostrando a maravilha que somos nós. É a procura da base sobre o qual desenvolvemos, mantendo uma integridade física, motora e mental . O movimento nesse corpo é o resultado do mecanismo que perpetua a existência da humanidade e é o princípio da sobrevivência do corpo humano, como digestão, circulação e fertilização, promovendo a integração de várias funções desse corpo para sustentar toda sua potencialidade. O corpo poderá ter sua funcionalidade harmônica quando coloca em sintonia o significado de cada sinal ou sintoma que leva o espírito fragmentar numa doença que interfere no corpo e compromete a saúde física, emocional e/ou mental. A inteligência pressente aquilo que o espírito reconhece e os ouvidos do espírito olham pelos olhos dos sentidos levando esse corpo ao restabelecimento e a cura. Mostra as prioridades e indica o tratamento necessário para estabelecer a comunicação entre corpo e mente.

O corpo em equilíbrio não asfixia a mente e não algema a emoção. O desequilíbrio pode levar o corpo a opressão da mente pensativa e o torna uma máquina sem sentimento. O equilíbrio leva a harmonia, a harmonia leva a satisfação, a satisfação leva ao prazer e o prazer leva a reação. A reação leva ao raciocínio provido de capacidade de pensamentos e de outros processos cognitivos, proporcionando informações sobre o mundo. Inclusive o mundo da imaginação, que é passível de dúvidas e produzido pela mente e que leva ao pensamento, que assume formas, exterioriza e cria. Pensar nessa interação, corpo, mente, pensamento, é fazer interagir com o corpo em um único ponto, o cérebro, que leva as sensações e que faz surgir os movimentos.

O cérebro, ponto central das funções da mente. O ponto da interação mente-corpo. Que propõe o movimento do espírito e faz a mente produzir a sensação. É a essência da vida, da alma resultando no movimento corporal. Mente, corpo e espírito precisam estar alinhados para o corpo continuar a existir e manter-se ativo e focado por muito tempo. Favorecendo uma energia para ir em busca de seus sonhos. Sonhos que se deparam com limitações. Limitações não são obstáculos.

Corpo e mente, corpo social, educação. Corpo na escola, na sala de aula, legitimando esse corpo como aprendiz das relações corpo e educação, apontando limites e potencialidades físicas e biológicas. Corpo abrigo da alma que domina, decifra, que sobrepuja a morte transfigurando prazer ao aprender. O corpo como expressão ideológica, cria uma imagem corporal, compreendendo cada parte de sua existência. Existe uma intenção que vem da motricidade, daquilo que faz e aprende com isso. São experiências através das sensações, desencadeando, impulsionando e elaborando o pensamento. É importante e o corpo leva a proposições pedagógicas para a adequação do sujeito às regras sociais. Como também revela o que aprendeu através de atividades versando sobre o decoro corporal pela educação de cada gesto realizado.

O reconhecimento de si e do outro promove o espírito e a criatividade valorizando a competência, proporcionando a aprendizagem e promovendo a formação integral de cada sujeito. Desenvolvendo assim novas fórmulas eficazes para o envolvimento de cada um.

 

Fatima AlvesFátima Alves - Fonoaudióloga, Sócio-terapeuta Ramain-Thiers, Psicomotricista titulada pela SBP. Mestre em Ensino de Ciências da Saúde e do Ambiente, UNIPLI. Docente da Pós-graduação presencial e da Licenciatura a distância em Pedagogia da AVM Faculdade Integrada. Orientadora de monografia dos cursos de Psicomotricidade e Arteterapia da AVM Faculdade Integrada. Professora Convidada dos cursos de pós-graduação em Psicopedagogia e Educação Inclusiva da FAMESP. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Psicomotricidade, atuando principalmente nos seguintes temas: educação, psicomotricidade, inclusão e down. Presidente da ABP, gestão 2008/2010. Autora dos livros da WAK Editora: “Psicomotricidade: corpo, ação e emoção”; “Inclusão: muitos olhares, vários caminhos e um grande desafio”; “Como aplicar a Psicomotricidade: uma atividade multidisciplinar com Amor e União” e “Para Entender a Síndrome de Down”. Participante de eventos nacionais e internacionais em Psicomotricidade e Educação como ministrante em palestras, cursos e workshops.

Email: fatimaalves2003@ig.com.br

Blog: http://psicomotricidade1.blogspot.com/

 

 

blog comments powered by Disqus